FOTOGRAFIA com ARTE: o “Ferreira das Tabuletas”

07 de Agosto de 2017

Luís Ferreira (1807-?) também conhecido por «Ferreira das Tabuletas», foi aprendiz na Real Fábrica de Louça e desenvolveu trabalho nas fábricas da Calçada do Monte e António da Costa Lamego (mais tarde designada por Viúva Lamego), tendo sido director artístico nesta última. É considerado o pintor ceramista de maior expressão do 3º quartel oitocentista, realizando, num período em que o revestimento de fachada se subordinava a esquemas seriados e estandardizados, composições de autor, de tendência romântica, marcadas pela gramática ecléctica.

Embora a sua pintura se caracterize por uma certa ingenuidade, as composições ornamentais e figurativas que produziu denotam grande originalidade. Representam vasos floridos, figurações e alegorias, a que junta efeitos ‘en trompe l'oeil’.

Entre outros trabalhos, são de salientar a decoração interior da Cervejaria Trindade (c.1876), bem como as fachadas dos edifícios: da Antiga Fábrica de Cerâmica Viúva Lamego, no Largo do Intendente (1865), da Rua Trindade, 28-34 (c.1864), do Largo de Santa Clara, 124 e da Rua das Pedras Negras, 2.

 

Texto e fotografias: Jorge Maio