FOTOGRAFIA com ARTE: Palácio de Xabregas, Lisboa

11 de Dezembro de 2017

Também conhecido por Palácio Melo da Cunha ou Palácio dos Marqueses de Olhão.

Construído no séc. XVI, o seu 1º proprietário foi D. Tristão da Cunha, nobre da confiança de D. Manuel e de D. João III. Objecto de intervenção profunda, na 1ª metade do séc. XVIII, que lhe deu a feição actual, este imóvel resistiu ao terramoto de 1755. Classificado como Imóvel de Interesse Público, a sua fachada principal surge marcada por 3 corpos regulares definidos por pilastras, desenvolvendo-se em 3 pisos: o andar térreo, rasgado por 13 vãos que correspondem a antigos estabelecimentos comerciais; o piso imediatamente acima, com os mesmos 13 vãos abertos por janelas de peitoril; e o andar nobre,rasgado por outras tantas janelas de sacada encimadas por cornija recta e com guardas de ferro forjado. Adossado ao topo sul da sua fachada, num corpo anexo, um portal brazonado pelas armas dos Cunhas do ramo Vasques conduz ao pátio nobre, onde através de um pórtico, sobrepujado pelas armas dos proprietários, se acede a uma sala de grande aparato. No interior destacam-se: o património azulejar do séc. XVII e XVIII; o salão de entrada com os tectos apainelados e retratos a óleo de alguns proprietários; e os frescos e pinturas que decoram diversas salas. Possui uma das melhores colecções azulejares privadas portuguesas.

Localização Rua de Xabregas, 22-40A

Freguesia: Beato, em Lisboa

Fotos deJorge Maio