FOTOGRAFIA com ARTE: Convento/Pousada dos Lóios em Évora

11 de Junho de 2018

A primeira pedra do Convento dos Lóios de Évora foi lançada em 1487, por iniciativa do primeiro conde de Olivença, D. Rodrigo de Melo, guarda-mor do rei D. Afonso V, e também Governador de Tânger, que dois anos antes iniciara a construção da igreja anexa (da invocação de São João Evangelista), destinada a panteão de família.

Construído sobre o que restava de um castelo medieval, o convento constitui um excelente testemunho arquitectónico do Tardo-Gótico alentejano.

Destaca-se, no piso térreo, a entrada da antiga Sala do Capítulo, já quinhentista, rasgada por um exuberante portal mainelado com arcos em ferradura, perfeito exemplar da arquitectura regional manuelino-mudéjar. Nesta mesma porta está um medalhão evocando a participação de D. Rodrigo na Batalha de Azamor, em 1508, pelo que as obras desta sala terão datação aproximada.

É Monumento nacional desde 1922 e foi adaptado a Pousada em 1963.

Textos e fotografias: Jorge Maio