Espigueiro-Pombal finalista nos A+Awards em Nova Iorque

11 de Julho de 2018

Os A+Awards seleccionaram o Espigueiro-Pombal do Cruzeiro, do atelier português Tiago do Vale Arquitectos, como um dos cinco finalistas da categoria de Conservação.

O júri destes prémios, considerados os "Óscares da Arquitectura", avalia anualmente milhares de projectos de mais de 100 países de todo o mundo e integra os nomes mais destacados do mundo da arquitectura -como Denise Scott Brown, Bjarke Ingels ou Tom Kundig.O arquitecto português Tiago do Vale é o responsável pelo projecto do Espigueiro-Pombal que consiste na recuperação de uma peça de arquitectura vernacular do século XIX que, embora de matriz tipicamente minhota, combina os seus elementos constituintes -espigueiro, pombal e coberto de secagem- de forma muito original."A intervenção focou-se na reconstrução detalhada da estrutura original de madeira e em momentos cirúrgicos de transformação para que, oferecendo espaços de invulgar qualidade, o Espigueiro-Pombal se mantenha pertinente e em uso para além da sua função agrícola (evitando o desaparecimento a que outras peças deste tipo -interessantíssimas mas frágeis e desvalorizadas- foram condenadas)", revela o arquitecto.De recordar que o atelier Tiago do Vale Arquitectos já venceu este prémio em 2015, com o Chalé das Três Esquinas.