CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Entrevistas

Pitagoras Group: “Preparamos a internacionalização… para Lisboa!”

7 de Julho de 2015

São três questões que colocamos semanalmente aos nossos arquitectos sobre o estado da profissão, dos projectos, da internacionalização, do estado da arte e de tudo o que importa e interessa no universo da arquitectura.

 

Pitagoras Arquitectos (agora denominado… Pitagoras Group):

 

  • há 25 anos no concorrencial mercado da arquitectura portuguesa.
  • 51 colaboradores.
  • Escritórios ou representações em 5 países.
  • 4,3 Milhões de m² construídos.
  • 35 prémios…

 

o último dos quais “The Plan Award 2015” com o projecto “Plataforma das Artes e da Criatividade/CIAJG (Centro Internacional das Artes José de Guimarães). Obra inaugurada em 2012, no âmbito da capital europeia da cultura e que, desde então, conquistou vários prémios internacionais. A surpreendente curiosidade é o facto da Sede do Grupo - agora internacional -… se situar em Guimarães.

 

1 – Como é estar há 25 anos na Arquitectura tendo sede de Atelier em Guimarães…?

 

Iniciar a Pitagoras e fazê-la crescer em Guimarães, ao contrário do que se possa pensar, foi uma oportunidade. Como teria sido se estivéssemos em Lisboa ou no Porto. A única diferença foi conseguir sobreviver e crescer fora de Lisboa ou Porto sem pertencer ao grupo de influência que gravita à volta da ordem dos Arquitectos e que, durante muitos anos, fez opinião e decidiu o que tinha direito a ser notado.

 

2 – Como surgiu e se desenvolveu o Grupo Pitagoras Arquitectura?

 

Surgiu pela vontade de quatro arquitectos fundadores, de diferentes gerações, e todos os outros que se foram juntando a seguir, em fazer boa arquitectura num contexto difícil mas sem preconceitos, aceitando fazer tudo. E que entenderam sempre a arquitectura como um trabalho de equipa em que o processo criativo, sendo participado e comprometido com o saber fazer, determina um resultado sempre interessante e verdadeiro, constituindo um desafio para o trabalho seguinte.

 

3 – A Arquitectura Portuguesa só tem Presente e Futuro através da Internacionalização?

 

Terá futuro onde houver trabalho, aqui ou fora. É necessário saber procurar e não ter medo de andar de avião!!

No nosso caso depois dos mercados estrangeiros em que temos trabalhado, e com a experiência adquirida, estamos a preparar a internacionalização para Lisboa.

 

Respostas dadas por Raul Roque Figueiredo - Arquitecto e sócio Fundador

PUB
ARRENDAMENTO
Lisboa abre candidaturas ao subsídio de arrendamento
16 de Julho de 2019
PUB
PUB