“Fontaine”: arte em mármore português no Vitra Campus

27 de Junho de 2018

O ‘campus’ da Vitra – uma das marcas mais famosas de mobiliário – situado em Weil am Rhein, na Alemanha, mas muito perto da cidade suíça de Basileia, é um conjunto único de arquitectura contemporânea e um lugar de visitação obrigatória para os fãs de design e arquitectura de todo o mundo.

A partir de agora os seus jardins contam com mais uma obra de arte, uma peça permanente feita em mármore português e produzida em Portugal, da autoria de Ronan e Erwan Bouroullec, uma das duplas de designers mais importantes do mundo.

A peça desenhada pelos franceses Bouroullec chama-se "Fontaine" e foi comissariada a convite da experimentadesign no âmbito do programa Primeira Pedra, efectuado em parceria com a Assimagra, que decorreu de 2016 a 2017.

Inaugurada no passado dia 15 de Junho, a peça junta-se a obras da autoria de de nomes famosos como Carsten Höller, Jasper Morrison, Tobias Rehberger, Thomas Schütte , entre outros.

Este notável campus industrial distingue-se por ter sido concebido como um todo, numa espécie de galeria de arte a céu aberto. É composto por edifícios desenhados por arquitectos como Álvaro Siza Vieira, Frank Gehry, Zaha Hadid, Herzog & de Meuron, Renzo Piano Tadao Ando, Nicholas Grimshaw e SANAA.

O fogo que destruiu as instalações fabris no lado suíço foram o móbil para a marca de imobiliario fundada por Willi Fehlbaum em 1934 construir na cidade alemã ali vizinha, no início da década de 80 do século passado, aquele que viria a ser o Campus: a unidade insdustrial, o showroom do seu portfólio de produtos, o Museu e toda uma envolvente que é um hino ao design, à arte, à criatividade.

Conheça melhor o Vitra Campus AQUI