Coimbra: Moscovo no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

12 de Fevereiro de 2019

A exposição de fotografias ‘Moscow XXI’, de André Kuzer, está patente na sala de exposições temporárias do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, até dia 24, com entrada livre.

“Moscovo sempre se esforçou para ser a capital mais perfeitamente planeada do mundo. No entanto, a realidade é uma metrópole composta de planos urbanísticos sobrepostos que se expandem até ao infinito, em círculos concêntricos, o que lhe confere uma escala urbana difícil de equiparar”, refere a Direcção Regional de Cultura do Centro, que tutela o Mosteiro.

A cidade “é replecta de contrastes que são inesperados e por vezes causam estranheza”, acrescenta a mesma nota, concluindo que “em Moscovo tudo é possível” e que ‘Moscow XXI’ é uma mostra fotográfica da “alma moscovita do século XXI, extravagante, artística, contemporânea, mas que não se esquece das suas raízes rígidas e símbolos do passado que existem hoje, com o objectivo de construir uma imagem de cidade global mas original”.

André Kuzer: de Coimbra para o mundo

Natural de Coimbra, André Kuzer é arquiteto, trabalhou em Genebra, Londres e Santa e São Paulo (Brasil) e regressou a Portugal há cinco anos, desenvolvendo a actividade de arquitectura especialmente na zona centro, mas também para o estrangeiro. Esta exposição “resulta de uma bolsa que o autor desenvolveu em residência artística realizada no verão passado com o apoio do Centro de Estudos Russos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Embaixada da Federação Russa e da Fundação Russki Mir”.

Lusa/DI