87 espaços da capital para conhecer na Open House Lisboa

13 de Setembro de 2017

O 6º Open House Lisboa acontece dias 23 e 24 de Setembro e convida a descobrir gratuitamente 87 locais da cidade, 37 dos quais em estreia absoluta.

Comissariado pelas arquitectas Rita e Catarina Almada Negreiros, esta edição apresenta um novíssimo roteiro desenhado a partir de cinco vectores que têm como objectivo reforçar a vontade de aproximar os cidadãos da Arquitectura da cidade. São eles: recuperar e descobrir novos usos; criar novos equipamentos que respondem às novas exigências da cidade; procurar os novos centros; responder à imensa procura turística e desvendar tesouros. 

O Open House Lisboa é uma acção conjunta da Trienal de Arquitectura de Lisboa e da EGEAC e que este ano abre portas de museus, escolas, teatros, palácios, lojas, casas privadas e ateliers, praças, obras de diferentes escalas, assinadas tanto por autores consagrados, como por emergentes. 

Em comunicado, a organização do evento explica que o roteiro dá especial atenção aos novos equipamentos e à reabilitação, demonstrando o cuidado no mostrar das diferentes abordagens e níveis de investimento que marcam o momento de forte transformação que a cidade vive. Esta amplitude de aproximações da Arquitectura às necessidades de Lisboa pode ser encontrada na nova sede da EDP, no Panorâmico de Monsanto, no novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa ou para o renovado Campo das Cebolas mas também noTeatro Praga, Teatro do Bairro ou Teatro Thalia, todos locais em destaque este ano.

"No total serão 282 visitas comentadas por 74 especialistas, sendo que apenas oito terão marcação prévia. Estes são mais dois dos compromissos reforçados este ano: tornar a experiência Open House o mais fluída possível, com um menor número de marcações obrigatórias e envolvendo um número sempre crescente de especialistas que oferecem uma visão mais aprofundada dos espaços aos visitantes", lê-se no comunicado.

Uma das grandes novidades desta edição é o desenvolvimento do Programa de Acessibilidade, desenhado em conjunto com a Locus Acesso e com a colaboração das instituições envolvidas.

Também no seguimento do sucesso do ano passado, o programa Open House Júnior apresenta, pela segunda vez, actividades dirigidas ao público mais jovem. São 10 propostas lúdico-pedagógicas que desafiam famílias e os mais novos a descobrir a arquitectura, a cidade e os locais onde poderão através de visitas, jogos, oficinas e teatro.

Esta edição integrará ainda o Programa Plus, que pretende valorizar as visitas e a experiência plural Open House, o programa deste ano engloba mais uma vez, outros agentes culturais que, tirando partido de espaços do roteiro, apresentam conteúdos surpreendentes, em cenários inesperados. São 14 propostas que passam por concertos, passeios, exposições ou conversas.

Conheça o programa AQUI