CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 26 de Agosto de 2019
Actualidade

Torres Vedras com obras em curso de 12,3 milhões de euros

14 de Maio de 2019

A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, lançou concursos ou tem em execução várias obras de reabilitação integradas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano para a cidade, orçadas em 12,3 milhões de euros, revelou hoje fonte da autarquia.

Num balanço feito hoje, a autarquia informou ter em execução a construção de uma rede de ciclovias, uma obra de meio milhão de euros para criar condições de segurança e incentivar as deslocações a pé ou em modos suaves de transportes, entre a casa e o trabalho ou a escola.

Com cerca de 172 mil euros, a extensão da rede de estações de disponibilização das bicicletas públicas ‘Agostinhas’ está concluída, tendo sido criados seis locais, cada um com oferta de 10 bicicletas.

Prevista terminar no final do ano e com um custo de cerca de 359 mil euros está a instalação de 47 sistemas inteligentes de controlo de tráfego, com medidores de velocidade e detectores de bicicletas e peões, para disciplinar os automobilistas e levá-los a cumprir os limites de circulação dentro dos meios urbanos.

Com custo de 496 mil euros, decorre até ao final do ano a empreitada de instalação de 25 painéis digitais informativos com a indicação em tempo real dos tempos de espera dos transportes, horários e preço dos bilhetes.

Até Junho, deverá ficar concluída a instalação de 12 novas paragens de chegada e confluência de transportes públicos em locais da cidade, um investimento de 369 mil euros.

Estas intervenções inserem-se no Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável.

Matadouro transforma-se em Centro de Artes e da Criatividade

Já no âmbito do Programa de Acção de Regeneração Urbana e Social para a zona norte da cidade, o município está a investir 3,5 milhões de euros na reabilitação, até ao final do ano, do antigo matadouro da cidade para o transformar no Centro de Artes e da Criatividade, o futuro museu do Carnaval.

A respectiva zona envolvente está também a ter obras de requalificação urbana e paisagística até Junho, no valor de 1,5 milhões de euros.

Na mesma zona, está em curso, até ao final deste ano, a requalificação paisagística e ambiental da Vala dos Amiais (301 mil euros) e a reabilitação paisagística da encosta do Choupal (890 mil euros).

O município lançou concurso, no valor de 683 mil euros, para obras, até final de 2020, do Polo Social e Cultural, um espaço que vai acolher associações e eventos.

Já foi também lançado concurso para a reabilitação do espaço público envolvente aos bairros Floresta, Reis e Barreto, uma empreitada de meio milhão de euros prevista ficar concluída até junho de 2020, após ser iniciada.

No âmbito do Plano de Acção Integrada para as Comunidades Desfavorecidas, a autarquia adjudicou obras do projecto de intervenção comunitária através das artes “Somos Comunidade” (235 mil euros) e da casa comunitária “Porta do Bairro”, com programação cultural e recreativa (240 mil euros), as quais deverão terminar no final deste ano.

O programa de habitação social para a Encosta de São Vicente, com aquisição e reabilitação de edifícios para realojamento de famílias carenciadas, tem a sua primeira fase em execução até final deste ano, enquanto para a segunda fase foi lançado concurso.

Falta lançar concursos para três intervenções num total de 1,3 milhões de euros.

As obras são financiadas em 85% por fundos comunitários.

Lusa/DI

Attachments area

PUB
ARRENDAMENTO
Matosinhoshabit ajuda 600 famílias num ano
22 de Agosto de 2019
PUB
PUB
PUB