Europa quer edifícios mais eficientes a nível energético

03 de Março de 2016

A Comissão Europeia através do Programa Horizonte 2020 disponibiliza, desde o princípio deste mês, os Protocolos de Performance Energética para investimentos na reabilitação energética de edifícios.

Apenas metade dos 60 a 100 milhões de euros de investimento estimado anualmente para alcançar eficiência energética de 2020, metas de construção da Europa, está a ser cumprido, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Ambiente. Novos protocolos do Investor Confidence Project Europe (ICP Europe) destinam-se a reduzir o défice de forma significativa, permitindo que o investimento para a construção de renovação de energia seja utilizado.

As estimativas dizem que investimentos de larga escala em eficiência energética na Europa poderiam reduzir as emissões de carbono em 932 milhões de toneladas, o equivalente a retirar quase 200 milhões de carros das estradas e gerar cerca de um milhão de empregos no sector dos edifícios até 2020.

Reconhecendo a importância do sector dos edifícios para alcançar as ambiciosas metas energéticas, a Europa designou o objectivo de reduzir as emissões de carbono dos edifícios em 90% até 2050. O investimento necessário na reabilitação dos edifícios para atingir este objectivo está estimado em 3,5 triliões de euros, ou seja 95 mil milhões por ano. Investimentos desta ordem de grandeza necessitam de elevado financiamento do sector privado que considerem os projetos de reabilitação como investimentos seguros, de confiança e rentáveis.

O ICP Europe pretende promover financiamentos em larga escala para o mercado da reabilitação energética de edifícios através da utilização das melhores práticas europeias para a estimativa de poupanças de energia, optimização do desempenho e monitorização dos resultados de investimentos em eficiência energética.

Mais informações: http://europe.eeperformance.org/portugal.html