CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sábado, 20 de Julho de 2019
Reabilitação
Sede da Misericórdia do Porto - Fotografia António Ataíde

A sede da Misericórdia do Porto, uma «Jóia» da reabilitação

31 de Março de 2017

A Sede da Misericórdia do Porto, vencedora do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana como melhor projecto de reabilitação na área Comércio & Serviços, é um exemplo do que a reabilitação pode fazer pelo património imobiliário histórico do país.

Localizado no Largo da Paz, em Cedofeita, em pleno centro do Porto, o edifício é propriedade da Misericórdia do Porto desde 1891, tendo sido a morada escolhida pela instituição para albergar o seu centro de serviços partilhados e corporativos, onde circulam diariamente mais de uma centena de colaboradores. Para o preparar às suas novas funções, a Misericórdia do Porto confiou às arquitectas Margarida Barbosa e Lara Martins, em parceria com a CREA, o projecto de reabilitação dos seus mais de 3.800 m², que ficou concluído no termo de 2016. Mantendo e recuperando a sua icónica traça exterior, por dentro ele é, agora, um edifício completamente virado para o futuro, integrando sistemas e equipamentos que permitem aumentar o seu nível de “inteligência” e traduzindo uma preocupação com a sustentabilidade e a eficiência energética transversal a todos os níveis.

A introdução de elevadores em edifícios históricos é quase sempre um problema, mas também deles não se podem prescindir. A solução foi, uma vez mais, dada pela Schmitt+Sohn, empresa com vasta experiência neste segmento de mercado, onde elevadores da marca já estiveram associados a 12 Prémios Nacionais de Reabilitação Urbana.

O ascensor de última geração ali instalado, eléctrico e sem casa de máquinas, tem uma cabine panorâmica com portas de vidro, o que permite ter vistas para o exterior. A luz natural do edifício foi aproveitada para a “deslocação” que os utilizadores e utentes deste imóvel têm que fazer entre os três pisos de escritórios em funcionamento.

Fotografias: António Ataíde

PUB
ARRENDAMENTO
Lisboa abre candidaturas ao subsídio de arrendamento
16 de Julho de 2019
PUB
PUB