Carnaxide ganha mega projecto de 80 milhões de euros

14 de Março de 2019

CINCO DISTRICT é o projecto de Carnaxide há muito tempo planeado pelo The Edge Group e que arranca agora em conjunto com a Ceetrus Portugal, num investimento de 80 milhões de euros. 

Depois de alguns anos de espera, o The Edge Group apresentou hoje o projecto já totalmente reformulado para responder às necessidades e exigências do mercado actual. O empreendimento integra uma torre e dois edifícios de escritórios, um hotel, jardins (interiores e exteriores) e uma Praça aberta à comunidade local, rodeado de serviços e restaurantes, além de um hotel de quatro estrelas, tendo já um pré-acordo como Marriot International, sendo um business hotel.

José Luís Pinto Basto, CEO do The Edge Group, avançou que para realizar este projecto, foi necessário pensar nas infraestruturas para melhor acesso a este projecto que irá trazer mais cerca de três mil pessoas para aquele local, sobretudo, numa área muito congestionada diariamente com o trânsito da A5 e nas saídas para Linda-a-velha e Carnaxide. Para o concretizar ficou do lado dos promotores a construção de um túnel para ligar Carnaxide a Linda-a-Velha, o que irá desbloquear de forma significativa o fluxo de trânsito no local. "Depois de acordar com a Câmara Municipal de Oeiras, foi possível integrar esta obra de 3,5 milhões de euros no projecto do CINCO DISTRICT", adiantou.

Também para a Ceetrus Portugal, este projecto é muito significativo, já que se trata do primeiro no nosso país que abrange outros segmentos de mercado que não apenas o de retalho. Mário Costa, CEO da Ceetrus Portugal, assegurou que esta tem sido a estratégia do grupo já desde 2015 em outros países e que em Portugal ainda este ano irá anunciar outros projectos multi-usos para o nosso país.

O CINCO DISTRICT, é para os responsáveis um empreendimento que satisfaz as exigências modernas das empresas. O local de trabalho é fundamental para aumentar a produtividade e estes ambientes respondem à procura crescente por escritórios diferenciadores, que vão ao encontro das necessidades das empresas que incentivam a produtividade, sustentabilidade e atracção/retenção de talento.

De facto, com uma área bruta de construção de cerca de 38 000m2, o projecto vai criar um espaço singular para todos aqueles que procuram um espaço de experiência e partilha. Um lugar para trabalhar, viver e estar.

"A Praça será um espaço de encontros, de networking, voltado para o exterior e para ser vivido também aos fins-de-semana", adianta Mário Costa.

"Hoje, através da tecnologia, as pessoas podem trabalhar a partir de qualquer lugar. Assim, os escritórios terão de se tornar locais mais atrativos, para viver e ser vividos, promovendo a criatividade e a eficiência, através de um estilo de vida agregador: hábitos de vida saudável, espaços de trabalho inspiradores, networking e lazer”, acrescenta José Luís Pinto Basto.

A arquitectura ficou a cargo do atelier internacional Chapman Taylor., tendo sido seleccionado através de um concurso internacional onde participaram ateliers oriundos de 90 países. O projecto apresenta uma linguagem arquitectónica arrojada, com aspectos diferenciadores, entre os quais uma icónica torre de escritórios de 80 metros de altura, com vistas para o rio e mar.

A Torre de Escritórios de 20 pisos, incluirá um ecrã eficiente de LED’s. A certificação internacional BREEAM – Building Research Establishment Environmental Assessment Method – será transversal a todas as áreas de projecto desde a sua concepção à fase de execução e exploração do edifício. 

O empreendimento terá disponíveis 1 100 lugares de estacionamento; 40 postos de carregamento para veículos eléctricos; gestão eficiente dos elevadores; criação de energia eléctrica através de painéis solares instalados nos edifícios; tecnologia de iluminação LED de baixo consumo energético, entre outros sistemas inteligentes de eficiência ambiental.

A primeira pedra será lançada em meados de Abril e a construção está prevista para durar 22 meses.

A comercialização do projecto está a cargo da JLL e Worx.