CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 27 de outubro de 2020
Actualidade
Cantanhede cria novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) Fonte de Anca - Foto JF Anca.jpg Vila de Febres - Foto Mapio.jpg Tocha - Foto JF Tocha.jpg Cantanhede cria novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU)

Cantanhede cria novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU)

30 de julho de 2020

A Câmara de Cantanhede anunciou hoje que vai avançar com novas áreas de reabilitação urbana (ARU) nas freguesias de Ançã, Tocha e Febres, preservando "símbolos da identidade concelhia", como os Palheiros da Tocha ou as casas gandaresas (*).

Na freguesia de Ançã, a autarquia pretende requalificar os principais arruamentos, a zona envolvente à Capela de S. Bento e a Zona Ribeirinha de Ançã.

Quer também "promover a reabilitação do tecido urbano degradado e funcionalmente desadequado", com o incentivo aos proprietários no âmbito dos benefícios fiscais permitidos pala definição da ARU.

Em Febres, o destaque vai para as requalificações do Mercado e envolvente e da Praça Florindo José Frota.

No espaço da Junta de Freguesia será feita a adaptação para o Museu do Ourives Ambulante, "valorizando esta actividade que projectou tão longe o nome desta terra".

Destaque ainda para a requalificação do património edificado, nomeadamente da clássica Casa Gandaresa, ‘ex libris’ da sub-região da Gândara, e para e outros imóveis de qualidade arquitectónica. Esta prevista ainda a requalificação e ampliação do equipamento de ensino da Escola Básica de Febres.

Na Tocha, vai ser feita uma intervenção no Largo Central, onde funciona a feira, e na Lagoa dos Teixoeiros, "promovendo a sua capacidade turística e de educação ambiental".

Também a zona envolvente ao Hospital Rovisco Pais vai ser requalificada, "promovendo este equipamento como uma importante referência nacional, bem como recuperar a sua área residencial capaz de oferecer uma resposta às necessidades sociais de habitação, quer da região, quer dos cuidados de saúde e de apoio à pessoa com deficiência ali prestados".

Finalmente, na Praia da Tocha, vai ser feita nova intervenção na Avenida Marginal. A aposta passa, sobretudo, pela "reabilitação do património edificado da arquitectura popular dos Palheiros da Tocha, criando esta imagem de marca para este aglomerado turístico".

A intervenção vai ainda beneficiar a Biblioteca, o Núcleo de Arte-Xávega, os passadiços e os apoios de praia.

 

Eco-Resort

A Zona de Expansão Norte vai ser dotada de "espaços públicos de qualidade e excelência", nomeadamente através da construção de um parque urbano central com equipamentos de recreio e lazer, aliado à envolvente natural da zona e aos equipamentos já existentes (Parque Desportivo da Praia da Tocha).

A autarquia pretende ainda apostar no surf como fator de atracção de visitantes. Outra prioridade na praia será "responder à procura da 2.ª habitação e de oferta de alojamento turístico, quer pela conclusão da unidade hoteleira ‘pré-existent', quer por outro tipo de alojamento de cariz sustentável e natural, por exemplo Eco Resort".

 

Casa Gandaresa - “Ex-libris” da região

* Casa tradicional rural característica da região da Gândara (que se estende no sentido norte-sul desde as Gafanhas da ria de Aveiro até aos campos do Baixo Mondego, confinando com a Bairrada, nos distritos de Aveiro e de Coimbra). Trata-se de uma construção térrea de formato em “L”, com pátio fechado, telhado de duas águas e construída de adobes de areia e cal, secos ao sol - segundo definição que se pode ler em publicações da Universidade de Aveiro.

PUB
TURISMO
Turismo mundial regista baixa de 70% entre Janeiro e Agosto - OMT
27 de outubro de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Rendas descem 11,1% em Lisboa no 3º trimestre mas em Setembro voltam a subir
16 de outubro de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
No norte de Espanha mais de metade dos jovens possui casa própria
19 de outubro de 2020
PUB